[RESENHA] Ônix: Saga Lux #2 - Jennifer L. Armentrout

by - 15:56:00


Livro: Ônix (Lux #2)
Autor(a): Jennifer L. Armentrout 
Editora: Valentina
Compre: Buscapé

Estar conectada a ele é uma droga!
Graças ao seu abracadabra alienígena, Daemon está determinado a provar que o que sente por mim é mais do que um efeito colateral da nossa bizarra conexão. Em vista disso, fui obrigada a dar um “chega pra lá” nele, ainda que ultimamente nossa relação esteja... esquentando.Algo pior do que os Arum ronda a cidade.O Departamento de Defesa está aqui. Se eles descobrirem o que o Daemon pode fazer e que nós estamos conectados, vou me ferrar. Ele também. Além disso, tem um garoto novo na escola que, tal como a gente, guarda um segredo. Ele sabe o que aconteceu comigo e pode ajudar, mas, para fazer isso, preciso mentir para o Daemon e ficar longe dele. Como se isso fosse possível!Até que, de repente, tudo muda.Vi alguém que não deveria estar vivo. E tenho que contar ao Daemon, mesmo sabendo que ele não vai parar de investigar até descobrir toda a verdade. Ninguém é o que parece ser. E nem todo mundo irá sobreviver às mentiras.

E o que eu considerava ser impossível aconteceu: Se no primeiro livro fui completamente sugada para o universo de LUX e me vi insanamente apaixonada pelo alien mais lindo do universo, no segundo volume dessa saga, Daemon está ainda mais irresistível.

Armentrout não poupou talento, imaginação, enredo e surpresas nesse volume. Foi apenas um suspiro seguido de outro a cada página, e tudo isso graças ao imenso talento dessa autora em criar personagens tão cativantes e intensos. 

Em alguns momentos o leitor pode ser levado a tentação de querer mandar a protagonista para o inferno ou apenas desejar que ela sofra algum tipo de lobotomia para ter uma nova chance de ser menos idiota, mas Katy é humana. Errar faz parte da nossa natureza, assim como encontrar o perdão e recomeçar. E não importa quantas vezes eu me vi xingando a heroína, em paralelo, eu entendia as ações dela, suas escolhas e suas atitudes.


Não espere por grandes revelações, na verdade, Ônix é o típico volume que te faz querer arrancar os próprios cabelos tentando descobrir o caminho que a autora está levando a história. E se no final você espera obter alguma pista para suas teorias da conspiração, não se engane, as coisas ficam ainda mais caóticas.

"As pessoas buscam repostas e nem sempre gostam do que encontram. De vez em quando, a verdade é pior do que a mentira."

Em uma narrativa ainda mais envolvente, empolgante e com cenas com a dose certa entre romance e ação, Ônix facilmente pode se tornar o meu volume favorito, mas aí teria que ler o terceiro e o quarto volume para tomar essa decisão tão importante, entretanto, é uma leitura que recomendo sem hesitar.

O livro começa no ponto em que o outro terminou. Katy continua ignorando os sentimentos que tem por Daemon e resistindo ao máximo que pode o charme alienígena de seu vizinho. Em contra partida, Daemon não tem vergonha de assumir como se sente em relação a Katy e fica tentando provar o quanto eles podem dar certo juntos.

"Foi como ser atingida por um raio. Odiava esse efeito que ele provocava em mim, que ao mesmo tempo me excitava. Nada era fácil em relação à Daemon."

Mas a chegada de uma pessoa nova abala a relação dos dois, e ao identificar rapidamente que tem um adversário, Daemon coloca ainda mais energia em sua luta pelo coração de Kat. E como se já não fosse o suficiente, o passado volta para assombrá-lo. São muitas coisas que acontecem e as informações apenas vão pipocando a cada capítulo. Teve uma hora que eu apenas fechei o livro, respirei fundo e rezei para que a autora não me desapontasse e conseguisse encontrar uma forma de criar um final feliz para todo mundo.

Por ter uma abordagem mais focada na relação dos protagonistas, os outros personagens não tiveram tanto espaço, o que me fez sentir bastante falta de uma interação mais descontraída e leve. Principalmente com a Dee.


Para o leitor que busca uma leitura com a dose certa de todos os ingredientes de uma boa história sobrenatural com um romance repleto de química, a série LUX é perfeita.

“- No que você está pensando? - perguntou ele.Em me jogar nos seus braços, beijá-lo e acariciá-lo - exatamente no que eu não devia estar pensando. Pisquei.- Nada.”

You May Also Like

0 comentários